A trajetória de Padre Cícero na história e na política do Ceará

Cícero Romão Batista, o padre/herege, o coronel/benfeitor poderia ser facilmente parte da fauna política caótica de 2022, e foi

 

Quando estava nos primeiros anos do curso de História, encontrei debaixo do travesseiro da minha avó uma foto do Padre Cícero quando menino, joguei a foto fora, foram semanas sem o sorriso e a benção de D. Maria das Dores. Meu prepotente cientificismo juvenil justificava que “aquele coronel” não merecia todo aquele alvoroço. Não entendia à época o quão pouco acadêmico e científico eu fui diante daquele interessante fenômeno.

Minha avó não dormia com o retrato do vovô, nem de nenhum de nós, dormia com alguém que ela não conhecera, mas, por quem ela tinha profunda afeição.

Na transição do século XIX para o XX, a igreja católica romana recebeu notícia de um milagre, a hóstia dada por um padre do sertão brasileiro a uma beata negra e pobre teria se tornado sangue eucarístico. Milagre ou fraude, a crença no sangue derramado passou a reunir cada vez mais curiosos e fiéis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum número escolhido ainda